Início
Boas-Vindas
Identidade
Textos Inspiradores
Organização Geral
Plano de Atividades
Departamentos
Educação Especial
Gab. de Serviço Social
Gab. Psicopedagógico
Diálogos
Biblioteca Geral
Pastoral
+ FAMÍLIA
Blog Eco-Escola INA
Exames Nacionais 2017
Manuais Escol. 2016/17
Notícias
Todas as notícias
Atalhos Úteis
Contacto Geral
Outros Contactos
Ligações
Pesquisar
Ajuda

Início Todas as notícias No INA aprende-se economia no Restaurante Pedagógico

No INA aprende-se economia no Restaurante Pedagógico PDF Versão para impressão

economia no restaurante
 

Os alunos do 1º ano do curso de técnico de Restaurante e Bar, foram desafiados para desenvolverem um projeto interdisciplinar, englobando as disciplinas de Economia, Serviços de Restaurante e Bar, TIC e Português, com vista a treinaram, em simultâneo, várias competências, consideradas fundamentais para estes futuros técnicos.

Assim, e como forma de motivação para a disciplina de Economia, mais propriamente, para a importância dos diversos agentes económicos, aos quais estão associadas atividades económicas – produção, repartição e utilização dos rendimentos – e, neste caso, as atividades relativas à hotelaria e restauração, os alunos tiveram de organizar um evento (um serviço de pequeno almoço).

Repartidos em grupos e trabalhando com os conceitos lecionados nas disciplinas que “abraçaram o projeto”, os alunos tiveram de elaborar a ementa, determinar os custos de aquisição dos produtos e da mão-de-obra, utilizada em todo o processo, bem como determinar as margens de lucro, tentar maximizar a utilização dos recursos que tinham à sua disposição, evitando desperdícios e, finalmente, apresentaram os resultados num evento, para o qual convidaram os colegas do 10º ano, dos cursos científico-humanísticos.

Deste modo, e na opinião de alunos e professores, tornou-se mais fácil perceber que da produção de bens/serviços, realizada nas empresas que recorrem a diferentes fatores produtivos (trabalho, capital e recursos naturais), resulta a criação de bens e serviços, cuja venda gera rendimentos que são distribuídos pelos intervenientes nesse processo.

A este, vão seguir-se outros eventos, com objetivos semelhantes, mas testando outras “variáveis”, de forma a treinarem outras competências e permitindo que as aulas sejam mais dinâmicas, motivadoras e passem “para fora” da sala de aula tradicional.

Actualizado em Segunda, 20 Fevereiro 2017 21:50
 
 
 
©2017 INA - Instituto Nun'Alvres. Todos os direitos reservados.