O Teatro na aprendizagem da Língua Portuguesa Versão para impressão

a farsa teatro

No passado dia 4 de fevereiro, as turmas do 10º ano dos cursos científico-humanísticos e do ensino profissional, do Instituto Nun’ Alvres, tiveram uma aula de Português diferente, uma aula no teatro!

Como provocar a descoberta de que a língua é imprescindível para agir no mundo e, com isso, possibilitar aos estudantes o desenvolvimento de habilidades e de competências linguísticas? O teatro, incluindo o texto teatral / dramático, é defendido como uma das possibilidades e, por isso, as professoras de português do 10º ano, científico-humanístico e profissional, integraram no plano de aulas, uma ida ao teatro.

“A ideia é evitar a abordagem do teatro exclusivamente como espetáculo, por exemplo, em homenagem às datas comemorativas. Assim, e para introduzir o teatro nas aulas de Língua Portuguesa, as professoras produziram sequências didáticas, ou seja, um conjunto ordenado de atividades estruturadas que têm como objetivo o desenvolvimento de habilidades necessárias à expressão oral, à leitura e à interpretação de textos”, afirmou Nelma Azevedo, professora de português no INA. Este ano, e de acordo com a mesma professora, a escolha recaiu na peça “A farsa de Inês Pereira” que, tendo como mote o ditado popular “mais vale asno que me leve que cavalo que me derrube”, foi escrita por Gil Vicente e carateriza-se por ser uma comédia de costumes que retrata o comportamento amoral da degradante sociedade da época em que foi escrita.

Actualizado em Segunda, 11 Fevereiro 2019 17:24